COMENTÁRIOS/ENVIO DE ARTIGOS E FOTOS/SUGESTÕES

Para sugestões, envio de artigos e fotos que queiram ser postados e comentários, usem nosso e-mail:

ivaschin@gmail.com

quarta-feira, 30 de setembro de 2009

O ESCAFANDRO E A BORBOLETA


Escafandro nada mais é que uma armadura de borracha e ferro usada exclusivamente por mergulhadores, prende a pessoa até mesmo do contato com a água tamanha a eficiência da roupagem.


O filme, baseado em fatos reais, conta a vida de Jean-Dominique Bauby, que com 43 anos, é um editor famoso da revista Elle e um homem apaixonado pela vida e rodeado de belas mulheres, o que faz com que deixe sua familia, constituida por uma esposa e tres filhos e passe a viver um novo amor. Mas, subitamente, tem um derrame cerebral. Vinte dias depois, ele acorda. Ainda está lúcido, mas sofre de uma rara paralisia: o único movimento que lhe resta no corpo é o do olho esquerdo, com o qual aprende a se comunicar, instruido e treinado por sua médica, escreve seu livro que leva o mesmo título do filme.

Bauby se recusa a aceitar seu destino. Cria um mundo próprio, contando com aquilo que não se paralisou: sua imaginação e sua memória.

Na cama do hospital, sozinho, reflete sobre sua vida, o que fez, o que deixou de fazer, seus filhos, sua paixão, suas paixões, seus amores e sua vida profissional. Seu pai, que se afastou...enfim, reflete e passa-lhe á cabeça fatos e cenas tão boas, quanto ruins, tão tristes quanto felizes.


Nos mostra que, nessa vida podemos tudo e ao mesmo tempo nada podemos, criamos, vivemos aproveitamos, vida, que de repente pode nos privar de tudo, pode nos prender, pode nos ensinar a lhe dar valor, a lhe dar mais vida, mais cor e mais coragem.

Nos mostra o quanto devemos e temos de aproveitar nossos momento felizes e não esperarmos por uma felicidade inteira, isso pode não chegar, nos mostra que a vida pode mudar, dar voltas, mostrar novos caminhos, mesmo que errados devem ser escolhidos por nós, se certos, devem ser vividos, se errados devem ser compreendidos.


Compreensão de todos que vivem ao nosso redor, mesmo que erremos, é muito ruim a condição de ter o que fazer e não poder fazer, ter novas idéias e pensamentos e não poder agir, ser prisioneiros da vida, ser prisioneiros de si mesmo, da consciência, das atitudes, do falso poder de reação, da mente que se recusa a viver, das pernas que não se movem, quando queremos ir!


Vale a pena sofrer com a história deste fime.......bacana mesmo!


. . .

segunda-feira, 28 de setembro de 2009

UMA VIDA CHEIA DE ALEGRIAS!!!


No inicio era "Rosa", infancia linda no qual fiz parte. Na adolescência passou a ser "Rose", essa quanse não participei, já era mocinha e tinha novos planos; já como adulta, passou a ser "Rosão", grande em tudo, principalmente na alegria e na forma de viver a vida, e esta, lhe pregou uma peça heim...testes e mais testes.


Pra mim, sempre "Rosa" e sempre alegre, sempre responsável, muitas vezes irresponsável, enfrentando seus problemas e vivendo a vida, como mesmo foi cantando em seus últimos momentos de corpo presente neste mundo:


... viver e não ter a vergonha de ser feliz...cantar e cantar...


Agora está lá, juntinho a meu pescador, contando as novidades, dando noticias nossas e com toda certeza, dizendo a ele o quanto temos saudades e o quanto ele nos fez bem. Espero que tenham uma visão linda de nossa convivência, espero não ter nunca manchado seus corações, vocês foram especiais.


Rosão, Rose - Rosa, fique com Deus, fique feliz, como sempre foi!



Até um dia!!!

terça-feira, 22 de setembro de 2009

MELHOR DO SÉCULO

O Cruzeiro é o melhor time brasileiro do século 20. Um levantamento realizado pela Federação Internacional de História e Estatísticas do Futebol (IFFHS), que baseou o estudo qualificando os clubes da América do Sul que disputaram competições internacionais no século passado, a exemplo do que fez na Europa, coloca o clube mineiro como o melhor do país no período. As informações estão publicadas no site oficial do time celeste.Dono da taça em sete competições sul-americanas no século passado (Taça Libertadores da América 1976 e 1997, Supercopa dos Campeões da Libertadores da América 1991 e 1992, Recopa Sul-Americana 1998, Copa Ouro 1995 e Copa Master da Supercopa 1995), o Cruzeiro soma 295,5 pontos e ocupa o sétimo lugar da lista, que tem o Peñarol como líder, com 531 pontos. O São Paulo é o segundo clube brasileiro da lista, com 242, e o Palmeiras vem em seguida, com 213.O ranking leva em conta o desempenho dos times em jogos internacionais ao longo do século 20. Os critérios determinam oito pontos por vitória sobre times estrangeiros na Libertadores da América e quatro pontos por empate. Na Supercopa da Libertadores e na Recopa Sul-Americana, as vitórias valem seis pontos e o empate, quatro. As Copas Mercosul e Merconorte, já extintas, também serviram como critério. Nelas, o triunfo valia cinco pontos e a igualdade 2,5.No entanto, o Fluminense, do Rio de Janeiro, acabou ignorado da lista. No período, a equipe carioca disputou as Libertadores de 71 e 85, além da Copa Conmebol em 1992 e 93. De acordo com os critários de pontuação, o Tricolor das Laranjeiras estaria com 49 pontos, na frente do Botafogo, que é o 37º no ranking.




Confira alguns detalhes do ranking divulgado pela IFFHS:

Times Pontos

1 - Peñarol...............................531,00
2 - Independiente....................426,50
3 - Nacional-URU...................414,00
4 - River Plate.........................404,25
5 - Olimpia..............................337,00
6 - Boca Juniors.....................312,00
7 - Cruzeiro.............................295,50
8 - São Paulo..........................242,00
9 - América Cali......................220,00
10 - Palmeiras.........................213,00
11 - Flamengo.........................200,00
14 - Grêmio.............................157,00
16 - Santos..............................140,00
19 - Vasco...............................109,50
22 - Atlético-MG.......................95,50 Hahahahahaha
31 - Corinthians.......................60,00

E eles ainda discutem....

terça-feira, 1 de setembro de 2009

ERA UMA VEZ ...


Mais um sucesso brasileiro, mais um filme que conta uma história maravilhosa que envolve os morros e a violência de seus dias, porem com uma pitada de amor, uma dose de paixão proibida, se é que existe paixão proibida, se tem, proibida pra quem?? Pra sociedade? Pra familia? Ou pra quem não sabe o que é viver uma paixão? Quem está nela, sabe muito bem o quanto nada é proibido!

O filme é mais uma versão de "Romeu e Julieta", mas também pode ser um retrato vivo de uma sociedade cada vez mais gritante, surpreendendo positivamente. Pode ser que Breno Silveira - diretor e ator - consiga transformar seu sonho em algo realmente bom, provando que as histórias humanas se repetem, mesmo que mudem de cenários e de personagens, e que, ainda assim, podem ser bem contadas a cada nova vez. Tendo ou não final feliz, começando ou não com um...Era uma vez...

Temos uma prova de que nada neste mundo é impossível, nenhum objetivo pode ser jogado fora, tudo se realiza a partir do momento em que se acredita na possibilidade, em que não se tropeça nos obstáculos e nas dificuldades, é assim que funciona, pois, quando não se tem nada na frente do nosso caminho, fica tudo sem graça, tudo vulnerável a acontecer conosco, ou seja, podemos perder da mesma forma que conquistamos, e, venhamos e convenhamos, quando a vitória é difíci sua chegadal fica mais gostosa, mais valorizada e mais vivida intensamente.


Vejam o trama e a paixão de Dé e Nina, ele, dos morros da favela, das ruas do Rio de Janeiro, ela, da alta sociedade, do asfalto, das riquezas que se envolve a classe "A" deste pais, unidos por uma paixão acreditada por eles, só por eles e mais ninguém. Mostram que vale a pena lutar por isso, viver intensamente os momentos que lhes "sobram", pois nestes momentos são realizados os planos de uma vida futura, ali o amor existe, ali se vê realmente uma paixão inconfundivel, onde se vive, se mata e se morre por ela, se morre nela, porem juntos!


Parabéns a nosso Brasil, temos arte, temos amor, vivemos felizes apesar de nossos líderes tentarem ao contrário de tudo isso. Somos brasileiros, nunca desistimos de nada!


PAIXÃO = META = OBJETIVO = PLANEJAMENTO = REALIDADE = CONQUISTA!