COMENTÁRIOS/ENVIO DE ARTIGOS E FOTOS/SUGESTÕES

Para sugestões, envio de artigos e fotos que queiram ser postados e comentários, usem nosso e-mail:

ivaschin@gmail.com

quarta-feira, 20 de março de 2013

NINJA PURO!!!


'Queria testar a correção do Enem', diz jovem que pôs receita na redação

Candidato ganhou nota 560 após escrever um parágrafo sobre o Miojo.

MEC diz que ele foi penalizado por fugir ao tema, mas não anula o texto.

Um candidato inseriu uma receita de macarrão instantâneo no meio da redação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e obteve 560 pontos na prova (a nota máxima é 1.000 pontos). O estudante postou a prova no seu perfil do Facebook junto com as justificativas dos corretores do exame com o comentário “Bela avaliação”. O caso foi destacado na edição desta terça-feira (19) do jornal "O Globo". Em entrevista ao G1, o estudante mineiro Carlos Guilherme Ferreira, de 19 anos, disse que escreveu um parágrafo com a receita “para testar o novo sistema de avaliação do Enem”.
A redação foi considerada "adequada" pelos corretores do Enem. Segundo o MEC, o texto não apresentou discrepância de nota acima de 200 pontos entre os dois corretores e não precisou ir para um terceiro corretor.
Acho que vendo essa redação, esse ano a correção vai ser ainda mais rigorosa e isso é bom né"
Carlos Guilherme Ferreira,
autor da redação
A redação tem os dois primeiros parágrafos dissertando sobre o tema  "Movimento imigratório para o Brasil no século 21".. Em seguida, o texto diz: "Para não ficar muito cansativo vou agora ensinar a fazer um belo miojo, ferva trezentos mls de água em uma panela, quando estiver fervendo coloque o miojo, espere cozinhar por três minutos, retire o miojo do fogão, misture bem e sirva." O texto termina com mais um parágrafo sobre o tema da imigração.
"Escrevi a receita para testar o novo método de avaliação dos corretores, já que falaram que em 2012 seria diferente, a prova passaria por três corretores diferentes", afirma Ferreira. Ele explica que se inscreveu no Enem quando estava sem estudar, mas no meio do ano entrou no curso de engenharia civil do Centro Universitário Lavras (Unilavras), e resolveu fazer o exame do MEC sem muito compromisso.

O jovem espera que com a repercussão de sua redação inusitada, os critérios para o próximo Enem sejam mais rigorosos. "Acho que vendo essa redação, esse ano a correção vai ser ainda mais rigorosa e isso é bom né?"


Nenhum comentário: